É necessário considerar a contratação de um Seguro Viagem quando você planeja suas férias?

É necessário considerar a contratação de um Seguro Viagem quando você planeja suas férias?

14 Setembro, 2018 0 Por segurodviagem
Spread the love

Muitos viajantes questionam a utilidade desse tipo de serviço.
Isso é porque raramente temos que recorrer ao seguro. Mas faça um teste: pergunte a alguém que teve uma emergência no exterior e teve que solicitar serviço. Sua visão vai mudar drasticamente!
De qualquer forma, se não precisamos ativar o seguro, é sinal de que nada de ruim realmente aconteceu. Como qualquer outro tipo de seguro, o ideal é tê-lo e não precisar usá-lo.

Diante desse raciocínio inteligente, as pessoas de todo o mundo optam por contratar um plano de seguro de veículo, por exemplo, mesmo sem querer fazê-lo.

Isso também deveria ocorrer ao decidirmos sobre o seguro de viagem, não acha?

Por fim, o objetivo é o mesmo: livrar-se da possibilidade de enfrentar imprevistos desagradáveis, que podem ser obstáculos em seu planejamento financeiro e uma frustração em sua viagem.
Quando você visita um local novo, você pode se envolver em um dos seguintes casos:
Perder sua bagagem
Doença que requer atenção médica e, ocasionalmente, hospital
Necessidade de assistência legal ou assistência
Perda de documentos importantes (passaporte, por exemplo)
Participação em acidentes
Muitos outros
Portanto, é necessário considerar a contratação de um de seguro quando você planeja suas férias ou até mesmo uma simples viagem de fim de semana.

COMO FUNCIONA?

Se você ainda não estiver convencido da relevância do seguro de viagem, provavelmente entenderá isso quando perceber a enormidade de situações que esse tipo de serviço oferece.
Mas antes de falar especificamente sobre isso, é interessante e necessário esclarecer que as regras deste mercado foram regulamentadas pela Superintendia de Seguros Privados do Brasil ? a SUSEP.
Isso foi feito por meio de uma resolução oficial. A Resolução CNSP nº 315 foi complementada pela Resolução CNSP 329 e entrou em vigor em março de 2016.
Uma das principais mudanças no padrão é que todo seguro de viagem possui agora cobertura de morte e invalidez permanente quando geradas por um acidente, e oferecem uma gama maior de proteções.
Portanto, desde março de 2016, você está protegido por várias das seguintes coberturas básicas:
Morte acidental na viagem: morte do segurado somente por acidente pessoal
Despesas médicas, hospitalares e / ou odontológicas (DMHO) em viagens nacionais: indenização por acidente pessoal ou doença súbita
Despesas médicas, hospitalares e / ou odontológicas (DMHO) ao viajar para o exterior: indenização por acidente pessoal ou doença súbita
Morte no trajeto: morte do segurado por causas naturais ou acidentais
Invalidez permanente total ou parcial: deterioração definitiva, total ou parcial dos membros ou organismos definidos no contrato
Declaração de saúde: transferência do segurado para o local de origem da viagem, se ele não puder retornar em uma base regular
Translado médica: transferência do segurado para o local de atendimento mais próximo devido a uma doença ou acidente pessoal coberto pelo seguro
Translado de corpo: transferência do corpo do segurado em caso de morte para o local do enterro ou local do enterro
O que toda essa conversa complicada tem a nos dizer, no final, é que podemos nos proteger se cada uma dessas ocorrências aparecer durante a viagem.
O segurado também pode optar por adicionar ainda mais proteção ao seu contrato.
É possível fazer um seguro de viagem que irá compensá-lo em caso de incidentes com bagagem, cancelamento de viagem, retorno antecipado e até mesmo a necessidade de um funeral.

COMO SÃO OS PREÇOS DO SEGURO VIAGEM

Da mesma forma que funciona um seguro de automóvel, é necessário também encontrar um equilíbrio entre a necessidade de cobertura e o valor da contratação do serviço.
Em última análise, o objetivo final de qualquer pessoa que procure um seguro de viagem não é minimizar o valor do serviço contratado.
Existem coberturas obrigatórias que todos os planos devem cumprir, como já apresentamos neste artigo.
No entanto, mesmo assim, existem alguns fatores que podem reduzir o preço do seguro de viagem.

Fator 1: tipo de cobertura
O tipo de cobertura pode influenciar diretamente o valor do serviço contratado.
Se você optar por se proteger com todas as coberturas básicas e ainda assim escolher um plano que garanta ainda mais benefícios, você, obviamente, pagará a mais por isso.

Fator 2: tempo de viagem
O tempo de viagem também tem um impacto direto no valor total do contrato de seguro.
Há uma grande diferença entre passar um fim de semana em um determinado lugar e passar 20 dias naquele lugar. As seguradoras calculam riscos com base na quantidade de dias de permanência. Quanto mais tempo de exposição, maior a chance de acionamento em função de emergências.
No entanto, a cobrança não está vinculada apenas à quantidade de tempo em viagem.
As seguradoras podem ainda cobrar pelo seguro viagem com valores diferentes para determinadas faixas etárias, quantidade de passageiros ou épocas do ano.

Fator 3: Destino
O destino da viagem influencia diretamente ao preço do seguro de viagem.
Não há correlação exata de países e valores, mas há regiões do mundo em que o seguro é muito mais caro e há regiões em que mesmo algumas seguradoras não podem prestar atendimento.
Uma viagem segura para o Canadá, por exemplo, tem um custo maior do que para os países europeus, devido às despesas médicas e hospitalares, que são mais caras lá.

Fator 4: pacotes e planos
Pacotes comerciais ou planos corporativos podem reduzir bastante os valores quando se trata de contratar seguro de viagem.
Isso ocorre porque as seguradoras preferem cobrir muitas pessoas em vez de negociar individualmente com cada uma delas.
As empresas veem essa opção favoravelmente e procuram bons planos de seguro viagem para proteger seus funcionários.
No entanto, em tais casos, nunca é o segurado que define as questões como cobertura, limites, benefícios adicionais e abrangência geográfica.

PREÇOS MÉDIOS DE SEGURO VIAGEM

O preço do prêmio dependerá dos fatores discutidos acima, no entanto, para viagens internacionais, o custo é de cerca de US $ 10 e US $ 50 por dia.
Para destinos nacionais, esse número diminui consideravelmente: entre R $ 3 e R $ 10 por dia.

CONCLUSÃO

Enfim, viaje com segurança. Sempre viaje com um bom plano de Seguro Viagem. Sugerimos a NEXT: www.nextseguroviagem.com.br